Sentença de Coroatá não deve ser subestimada

Por RM

Postado em 09/08/2018 08:56:51



O Facebook revelou o grau de intimidade da juíza com os Sarney

 A página pessoal da juíza de Coroatá no Facebook expôs o grau de intimidade da magistrada com a família Sarney (imagem acima). Pegou muito mal! Compungida, a meritíssima excluiu sua página inteira da rede social. Neste ponto, ela vacilou e desqualificá-la é uma iniciativa acertada, mas só serve para rebater as opiniões contrárias no ambiente frenético das redes sociais. Do ponto de vista jurídico este redator se esquiva de comentar por não ter tido acesso aos autos. Mas está evidente que a decisão judicial, ainda que em primeira instância – o que limita os seus efeitos –, serviu ao propósito de criar um factóide contra o governador Flávio Dino (PCdoB) que segue em céu de brigadeiro rumo à reeleição.

Entretanto, a tal decisão é grave porque abre o perigoso e quase sempre imprevisível caminho de judicializar as eleições no Maranhão. Sem a menor viabilidade de disputar o Governo do Estado no voto, de igual para igual, resta à oligarquia tentar voltar ao poder pela via do tapetão. A estratégia está óbvia e há meses vem sendo colocada em prática. Este blog, aliás, tem alertado quanto a isto (reveja aqui).

Roseana não queria sair candidata. Conhecedora do cenário político-eleitoral do Maranhão por meio de várias pesquisas para consumo interno, a Branca sabe que no contexto atual vencer o governador Flávio Dino no voto é tarefa das mais difíceis, quase impossível. Primeira mulher a governar um Estado, quatro vezes governadora ainda que numa delas pela via do tapetão , uma derrota fragorosa, em tom de humilhação, seria prejudicial à sua biografia.  Daí porque Branca relutou tanto para aceitar ser novamente a candidata do grupo Sarney.

Questão de sobrevivência

Ocorre que a família com seus tentáculos não pode prescindir do poder. A estrutura dos núcleos da oligarquia precisa da máquina pública estadual para sobreviver, sobretudo agora, quando o horizonte aponta que pela primeira vez o MDB poderá ficar de fora do poder emanado do Palácio do Planalto, algo sem precedente na história republicana do País.

O convencimento

Foi aí que entrou em cena o velho José, profundo conhecedor dos meandros do submundo do poder, nas suas mais diferentes esferas e vertentes. Operador de bastidores dos mais competentes, o patriarca convenceu a filha da necessidade de se ter um nome com um mínimo de densidade eleitoral para buscar, pelo menos, eleger um representante no Senado.

A estratégia

Ocorre que a corrida eleitoral senatorial se mostrou tão adversa às pretensões oligárquicas quanto aquela para o Palácio dos Leões. O desespero certamente bateu. Roseana ameaçou dar para trás, inclusive,  abdicar da candidatura. O velho José pode tê-la convencido novamente, com o argumento de recorrer à mesma estratégia usada para cassar Jackson Lago e Dilma Rousseff.

Fica o alerta

Daí porque, ainda que as desqualificações de praxe sejam importantes para o contraponto no debate midiático, os comunistas devem ficar alertas e de olhos bem abertos, senão o cachimbo cai.



  Deixe seu comentario aqui



  0 comentário:

Nenhum comentário ainda foi registrado. Seja o primeiro a comentar!

Busca no blog

Sobre Ricardo Marques

Advogado (OAB/MA 9572)
Jornalista (904/MA - MTE)
Radialista (3586/CE - MTE).

Últimos Posts