PT refuga candidatura de Eliziane, mas não tem nome competitivo para o Senado

Por admin

Postado em 05/05/2018 12:00:49



eliziane

Eliziane Gama 

O PT está certo quando reivindica para si uma das vagas de candidato ao Senado na chapa majoritária que será liderada pelo governador Flávio Dino (PCdoB) nas eleições de outubro vindouro – no caso a segunda vaga, ora pleiteada pela deputada federal Eliziane Gama (PPS).

O argumento, além de consistente – pois lembra que o partido tem o maior tempo de televisão no arco da aliança suprapartidária que gira em torno do mandatário estadual maranhense -, é embalado pela mesma linha de raciocínio que teria tragado a pretensão do ex-governador José Reinaldo Tavares – ainda pré-candidato a senador, mas agora pela oposição ­–, que sonhava ocupar a vaga desde o primeiro dia após as eleições de 2014. Alegam os petistas que, tal qual Zé Reinaldo, a Eliziane Gama também votou a favor do impeachment da presidente – ou presidenta, como queiram os companheiros – Dilma Rousseff (PT). Daí a dificuldade de a “companheirada” digerir o nome da “irmãzinha”, na argumentação petista.

O argumento pode até fazer sentido. O problema é que o PT não tem em suas fileiras um único nome com densidade eleitoral suficiente para encarar uma disputa majoritária em condições minimamente competitivas. Eleição de senador não é brincadeira. Sobretudo esta que a oposição se apresenta com uma trinca de nomes fortíssimos: Edison Lobão (MDB), Zé Reinaldo (PSDB) e Sarney Filho (PV) – um trio difícil de ser batido.



  Deixe seu comentario aqui



  1 comentário:

Por: Silvio

Nem Cleide e Flavio Dino é proposta para o MA.é um retrocesso.Já deu q tinha. de dá.



Busca no blog

Sobre Ricardo Marques

Advogado (OAB/MA 9572)
Jornalista (904/MA - MTE)
Radialista (3586/CE - MTE).

Últimos Posts