PCdoB ganhou bonito no MA, mas terá de rearrumar alguns diretórios municipais e até expulsar infiéis, como em Afonso Cunha

Por RM

Postado em 17/10/2018 09:17:49



 

Mesmo a acachapante vitória comunista obtida já em primeiro turno nas eleições de 2018 abre algumas interrogações na condução de alguns diretórios municipais do PCdoB no Maranhão. O de Afonso Cunha é um deles. Desde 2010, o governador agora reeleito, Flávio Dino, é sistematicamente sacaneado pelos seus camaradas daquele município. Naquele ano, FD por muito pouco não conseguiu levar a eleição para o segundo turno. A derrota em larga margem no colégio eleitoral de Afonso Cunha influiu substancialmente sobre aquele resultado.

Em 2010, Roseana Sarney (PMDB) sambou em Afonso Cunha com 71,91% dos votos válidos, contra 14,73% de Flávio Dino e 13,22% de Jackson Lago (PDT). À época, o prefeito era José Leane, então filiado ao PCdoB e eleito, dois anos antes, com ajuda de FD e seus camaradas. Porém, o então mandatário municipal traiu o PCdoB e votou em Branca, que concorria à reeleição – após aplicar o famigerado golpe que apeou o saudoso Jackson Lago do poder.

Ao final daquele pleito que manteve a oligarquia no poder, Leane restou expulso das fileiras comunistas por infidelidade partidária e o comando da sigla foi entregue à então neocomunista Fernanda Moraes.

Em 2014, com Fernanda à frente do PCdoB e contra o mesmo prefeito Leane, que se assumira peemedebista e fora reeleito dois anos antes, Flávio Dino bateu Lobão Filho (PMDB), também em Afonso Cunha.

Ocorre que, na eleição municipal de 2016, Fernanda Moraes, num gesto de desprendimento político e senso partidário, abriu mão de concorrer à prefeitura para formar uma ampla aliança em torno do candidato das oposições, Arquimedes Bacelar (PTB), que incluía ainda PCdoB, PSL, PP, PRTB, PR, PSDC e PSC. A estratégia deu certo e Arquimedes foi eleito com 43,28% dos votos válidos.

Com a anuência de Fernanda, a direção local do PCdoB foi entregue, então, ao ex-vereador Zito Bento – aliado do então secretário estadual da Agricultura Familiar, deputado estadual eleito Adelmo Soares (PCdoB), e do presidente estadual da sigla e deputado federal eleito Márcio Jerry. A mudança foi indigesta para os comunistas. Com Zito, que atualmente é o secretário municipal da Agricultura de Afonso Cunha, à frente do diretório municipal, o governador obteve, na eleição deste ano, 43,16% dos votos, contra 54,62% de sua adversária, Roseana Sarney (MDB).

Faz de conta

Interessante destacar que tanto Zito como o prefeito Arquimedes e todos os atuais vereadores, fizeram de conta que estavam apoiando Flávio Dino. Ao final, o resultado expôs a farsa. O governador perdeu naquele colégio eleitoral e Adelmo Soares teve 14 votos apenas.

Foice

O mandatário municipal de Afonso Cunha teria, inclusive, escalado a própria mãe e a irmã – que é secretária municipal da Saúde – para cabalar votos abertamente em favor de Branca. A estratégia deu certo e resultou na derrota do comunista naquele município, porém, breve, a foice deve trespassar pescoços de traidores.



  Deixe seu comentario aqui



  0 comentário:

Nenhum comentário ainda foi registrado. Seja o primeiro a comentar!

Busca no blog

Sobre Ricardo Marques

Advogado (OAB/MA 9572)
Jornalista (904/MA - MTE)
Radialista (3586/CE - MTE).

Últimos Posts