O governo Flávio Dino e a segurança pública do Maranhão

Por RM

Postado em 08/06/2018 09:17:22



O Maranhão é o sexto estado brasileiro que mais diminuiu a taxa de homicídios de jovens. Os dados estão no Atlas da Violência 2018 que acaba de ser tornado público. Em 2014 – derradeiro ano do governo Roseana Sarney – houve 1.311 assassinatos de jovens no Maranhão. Em 2015 foram 1.257. E, em 2016 – último ano da compilação feita pelo Ipea e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) – esse número caiu para 1.212, perfazendo uma redução de -3,6%. Além do Maranhão, somente os estados de Rondônia, Mato Grosso, Amazonas, São Paulo, Ceará, Espírito Santo e Paraíba conseguiram reduzir a taxa de homicídio de jovens (vide gráfico acima).

O índice de resolutividade de casos de homicídio da Polícia Civil do Maranhão é de 72h, em média – um dos melhores do Brasil. A polícia maranhense está entre as que menos matam durante suas intervenções. Em 2014 foram 5 mortes nestas circunstâncias. Em 2015 e 2016 esse número foi reduzido a zero. Para efeito de comparação, somente em 2016, 538 pessoas morreram durante intervenção policial no Rio de Janeiro. Na Bahia foram 364, e em São Paulo 254.

É óbvio que esta realidade não foi parida pelo acaso. Está justificada pelas ações de planejamento e pelos investimentos que estão sendo feitos em segurança pública. Entre 2015 e 2017, foram mais de R$ 1,5 bilhão destinados para o combate à violência – isso representa 26% a mais daquilo que era investido antes. Quem colhe os resultados é a população.

Este ano, a capital São Luís deixou a lista das 50 cidades mais violentas do mundo.  Há cerca de um ano e meio, o governador Flávio Dino inaugurava um moderno Instituto de Genética Forense (IGF) – o maior em estrutura física do Brasil. Quase 2 mil vagas foram abertas no sistema penitenciário estadual. Quase mil novos veículos já foram incorporados às forças de segurança do estado – esta semana foi aberto outro edital, da ordem de R$ 98 milhões, para compra de mais viaturas para as polícias civil e militar. E a meta do governo é dobrar o efetivo policial do estado até o final deste mandato que termina em 31 de dezembro.

Daí o porquê de o governador Flávio Dino ter sido avaliado como o mandatário estadual que mais cumpriu as chamadas promessas de campanha – 92%, até aqui, de acordo com o G1 da Globo. O governador do Maranhão lidera o topo de uma lista que, além de governadores, inclui um total de 60 políticos, entre prefeitos de capital, presidente da República e ex-governantes.



  Deixe seu comentario aqui



  2 comentários:

Por: JOSÉ DE ARIMATÉA E SILVA

IMPRESSIONA A CAPILARIZAÇÃO DOS 20 ANOS DO AUMENTO DA VIOLÊNCIA , COM OS 20 ANOS DOS SOIS MAIORES PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO DO PAÍS , OU DE SEU FINANCIAMENTO FORA O ATENDIMENTO NA ÁREA DO ESPORTE E DOS PROGRAMAS DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL ..NÃO JUSTIFICA.



Por: JOSÉ DE ARIMATÉA E SILVA

IMPRESSIONA A CAPILARIZAÇÃO DOS 20 ANOS DO AUMENTO DA VIOLÊNCIA , COM OS 20 ANOS DOS SOIS MAIORES PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO DO PAÍS , OU DE SEU FINANCIAMENTO FORA O ATENDIMENTO NA ÁREA DO ESPORTE E DOS PROGRAMAS DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL ..NÃO JUSTIFICA.



Busca no blog

Sobre Ricardo Marques

Advogado (OAB/MA 9572)
Jornalista (904/MA - MTE)
Radialista (3586/CE - MTE).

Últimos Posts