O advogado das Pedrinhas

Por admin

Postado em 27/10/2017 10:24:37



 

Paulo Marinho continua preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. O ex-prefeito de Caxias (MA) e deputado federal cassado por corrupção -  conhecido pela alcunha de “Paulo Maracutaia” - foi levado sábado (21), após passar a noite de sexta (20) preso na Unidade Prisional de Ressocialização – antiga CCPJ de Caxias - depois que agentes da Polícia Civil o prenderam em cumprimento a um mandado de prisão.

A prisão do político - famoso pelos crimes de corrupção, improbidade administrativa, não pagar pensões alimentícias, rescisões trabalhistas, por atrasar salário de funcionários e não pagar gente viva - foi marcada por polêmicas. Advogados gritaram na porta da cadeia “em defesa das prerrogativas do preso!”

Sim, mesmo depois de cassado por corrupção, considerado ficha suja, e das inúmeras condenações cíveis e criminais – acredite! -, Marinho continua inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Verdade que certa vez a Ordem o suspendeu por se apossar do dinheiro de um cliente. Mas o fato de uma figura com essa ficha corrida ainda ser advogado é um atentado à imagem da categoria. Nem o petista Zé Dirceu - condenado no Mensalão - chegou a tanto!

É a quarta vez que Paulo Marinho é preso. O mandado que resultou na atual prisão foi expedido, pasme, num distante 7 de dezembro de 2012. E só teria sido cumprido agora – 4 anos, 10 meses e 13 dias depois! - porque o juiz da Terceira Vara da Família da Comarca de Brasília, ao expedir novo mandado de prisão, acionou vários órgãos correcionais - o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) - inclusive!  Na avaliação do magistrado candango, o caso evidencia fortes indícios de favorecimento pessoal do homem que já foi o principal operador da oligarquia Sarney no leste maranhense.

Aliás, o sistema de rádio e tv do Maracutaia encontra-se fechado - passado na corrente! Dizem que os derradeiros funcionários se cansaram de trabalhar sem receber. Tem até uma piada circulando na cidade. Diz que o penúltimo a sair de lá teria dito: “O último a sair, por favor, apague a luz!”. “Que luZ? Tu num sabes que foi cortada há mais de quatro anos, por falta de pagamento!”



  Deixe seu comentario aqui



  0 comentário:

Nenhum comentário ainda foi registrado. Seja o primeiro a comentar!

Busca no blog

Sobre Ricardo Marques

Advogado (OAB/MA 9572)
Jornalista (904/MA - MTE)
Radialista (3586/CE - MTE).

Últimos Posts