Moradores denunciam crime ambiental em Centro Novo

Por RM

Postado em 20/01/2020 17:58:40



 

Júnior Garimpeiro

POR LUIZ PEDRO 

Moradores do povoado Cipoeiro, no município de Centro Novo, a 500 quilômetros de São Luís, suspeitam que uma mineradora que atua na região está utilizando substâncias proibidas no processo de mineração de ouro e outros minerais. A suspeita advém do fato que rios e igarapés da área estão mudando de coloração e está havendo mortandade dos peixes.

Esses fatos vêm acontecendo desde meados de 2019 e as denúncias têm sido feitas pelo Facebook e por grupos de Whatsapp. Os denunciantes apontam que uma substância altamente tóxica, o cianeto, pode estar sendo utilizada pela J&A Mineração Ltda – ME, conhecida pelo seu nome fantasia Mina Nova Mineração, empresa que possui licença ativa para trabalhar no local.

O cianeto, além de contaminar rios e igarapés, pode atingir os lençóis freáticos e envenenar populações humanas e rebanhos. Caso similar aconteceu no Pará há quase três anos e foi divulgado no Bom Dia Brasil, da Rede Globo.

Os moradores pretendem que a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA) e a Prefeitura Municipal de Centro Novo investiguem o caso e tomem as medidas cabíveis para impedir o que se configura como um crime ambiental que pode causar danos de grandes proporções.

A face visível da J&A Mineração – Mina Nova Mineração é o cidadão conhecido na área como Júnior Garimpeiro, que tem desenvolvido intensa atividade de aproximação com a população local, fazendo bingos gratuitos de motos e distribuindo geladeiras a famílias carentes.

Segundo fontes da Prefeitura, Júnior Garimpeiro tem pretensões político-eleitorais e no processo de pré-campanha, vem montando um grupo de lideranças com suposta compra de vereadores e já anunciou que ao completar 37 anos, em julho próximo, vai matar 37 bois, distribuir 37mil latinhas de cerveja e bingar 37 gramas de ouro e um carro zero quilômetro. A Prefeitura de Centro Novo, segundo as mesmas fontes, quer proteger a população e impedir a continuidade do crime ambiental, mas afirma não estar encontrando respaldo do órgão ambiental estadual.

*Jornalista, ex-deputado estadual



  Deixe seu comentario aqui



  0 comentário:

Nenhum comentário ainda foi registrado. Seja o primeiro a comentar!

Busca no blog

Sobre Ricardo Marques

Advogado (OAB/MA 9572)
Jornalista (904/MA - MTE)
Radialista (3586/CE - MTE).

Últimos Posts