Líder da Balaiada, Negro Cosme é homenageado neste 17 de setembro no Maranhão

Por RM

Postado em 17/09/2019 11:06:32



 

A Assembleia Legislativa aprovou e, em 27 de outubro de 2016, o governador Flávio Dino sancionou a lei nº 10.524/2016 que institui o dia 17 de setembro como data comemorativa no Estado em homenagem a Cosme Bento das Chagas, o Negro Cosme, líder da Balaiada, rebelião ocorrida no Maranhão e Piauí entre 1838 a 1841.

A iniciativa de instituir uma data comemorativa visa exaltar a personagem histórica Negro Cosme, que liderou escravos de várias fazendas às margens do Rio Itapecuru e ficou conhecido como Imperador da Liberdade.

A autoria do projeto de lei foi dos deputados Marco Aurélio e Cabo Campos, que indicaram a necessidade de dar visibilidade a Negro Cosme enquanto líder de uma revolta popular que lutava contra a escravidão, os castigos, a pobreza, miséria, racismo e exclusão social a que eram submetidas as camadas mais pobres da população maranhense, especialmente os negros no século XIX.

A articulação para a discussão legislativa e a sanção governamental da lei fizeram parte da ação da Secretaria de Igualdade Racial (SEIR) no âmbito do programa de ações afirmativas desenvolvidas pelo órgão, que implementa políticas públicas fortalecedoras da identidade e da memória da população negra maranhense, combatendo, assim, os processos de invisibilização da população negra.

Para o secretário Gerson Pinheiro é importante o resgate histórico de personalidades negras de nossa história como Negro Cosme e outros que deram grande contribuição à nossa história e precisam ser conhecidos. “Resgatar a história de luta de Cosme Bento das Chagas, o Negro Cosme, e prestar homenagem a essa personagem histórica é importante porque fortalece a identidade étnica do nosso povo e a luta dos negros e negras que construíram o Maranhão e o Brasil’.

Além do dia 17 de setembro, Negro Cosme, também, foi homenageado pelo Governo do Estado com uma praça que leva seu nome no bairro Fé em Deus e com a plataforma Negro Cosme, uma ferramenta que oferece pela internet a construção de conhecimentos em diversas áreas.

Cosme foi pioneiro em incentivar a educação num quilombo, criando em Lagoa Amarela uma escola para que os negros pudessem aprender a ler e escrever, o que naquela época foi um feito notável, tendo em vista que somente os mais abastados usufruíam desse direito. 

Negro Cosme foi condenado por liderar mais de três mil escravos numa das mais importantes lutas pela resistência do povo negro no Maranhão e no Brasil e foi enforcado em 17 de setembro de 1842, em frente a Cadeia Pública de Itapecuru-Mirim, hoje Casa da Cultura Professor João Silveira, transformando-se em símbolo da luta contra a escravidão e de luta pela igualdade de direitos.

Fonte: SECAP



  Deixe seu comentario aqui



  0 comentário:

Nenhum comentário ainda foi registrado. Seja o primeiro a comentar!

Busca no blog

Sobre Ricardo Marques

Advogado (OAB/MA 9572)
Jornalista (904/MA - MTE)
Radialista (3586/CE - MTE).

Últimos Posts