Fábio Gentil vai tentar reeleição em condições favoráveis, porém acomodar-se em berço esplêndido pode ser arriscado

Por RM

Postado em 19/07/2019 08:49:30



 

Fábio Gentil

Faltando cerca de um ano para o início da próxima campanha eleitoral, é inegável que, a título de hoje, o prefeito de Caxias (MA) Fábio Gentil (PRB) reúne condições de ser reeleito ou, no pior dos cenários, competir em pé de igualdade contra quem quer que apareça para confrontá-lo nas urnas e até com certa margem de tranquilidade. Isto, claro, dependendo de qual venha ser o nome apresentado pela deputada Cleide Coutinho (PDT) para a disputa, pois se for ela mesma a candidata, o caldo engrossa de tal modo que a parada ganha ares de imprevisibilidade.

Ocorre que este “conforto” costuma ser traiçoeiro. A história recente de Caxias prova isto.

Em 2004, a então prefeita Márcia Marinho fazia um governo bem avaliado e as pesquisas indicavam que ela seria reeleita com facilidade, mesmo com os rotineiros atrasos no salário dos servidores municipais. Algumas ações, no entanto, justificaram o expurgo dos Marinho do Palácio da Cidade, como aquele infeliz episódio onde o governo dela mandou a polícia descer o cacete nos professores da Escolinha Tia Joana, fato que gerou uma revolta em cascata entre a população.  

O cenário atual também é muito parecido com aquele vivido pelo então prefeito Leo Coutinho, em 2015 – quando faltava um ano para as eleições de 2016. Naquela época, LC voava em céu de brigadeiro, as pesquisas diziam que ele daria um passeio nas urnas. De salto alto, LC permitiu que seu governo tomasse medidas impopulares às vésperas da campanha eleitoral, como a fiscalização ostensiva aos mototaxistas, devido à regulamentação da categoria, e o fechamento do setor de emergência do Hospital Geral, cujos pacientes passaram a ser encaminhados única e exclusivamente à UPA, inaugurada naquela época.

Em outubro daquele mesmo 2015, por tanto um ano antes da eleição de 2016, o publicitário Einhart Jácome da Paz, um especialista em marketing político de renome internacional, fez uma pesquisa qualitativa em Caxias para projetar cenários e identificou que os Marinho eram coisa do passado e que os Coutinho deveriam atentar-se para o vereador Fábio Gentil, que seria o próximo adversário eleitoral. Leo e companhia não acreditaram no vaticínio de Einhart e, pior ainda, subestimaram o potencial do ‘Cabeludo’. Para completar, contratou uma marqueteira sem experiência para coordenar sua campanha. O resultado todo mundo conhece. 

Até aqui, Fábio Gentil tem se mostrado mais prudente que seus antecessores. Mesmo escorado num ambiente favorável, o prefeito não subestima adversários e trabalha para ampliar o arco de aliança formado em torno de si. Dizem que ele ainda não desistiu de ter o apoio da deputada Cleide Coutinho em seu palanque, com ela, inclusive, indicando o nome para compor a chapa majoritária ao lado dele. 

RECLAMES

Entretanto, o mandatário municipal caxiense precisa atentar-se mais para os reclames dos fornecedores de bens e serviços da municipalidade. Pagamentos em atraso estariam asfixiando os comerciantes, em tese parceiros do governo. E a insatisfação, embora entre quatro paredes, existe e é amazônica.

LAMENTAÇÕES

Este redator tem ouvido um festival de lamentações que vai de fornecedores de pão e gás de cozinha, a material de escritório, passando pela prestação de serviço. Seriam dois, três, cinco meses... Há casos de fornecedores que estariam há mais de um ano sem ver a cor do faz-me-rir.

TRADIÇÃO

Isto é perigoso, a história mostra isso. Ainda mais em um município cujos eleitores não têm tradição de reeleger prefeito – o saudoso Humberto Coutinho é o único reeleito na história de Caxias. No entanto, se resolver essas pendências, o ‘Cabeludo’ dará uma azeitada e tanto em seu projeto rumo à reeleição.



  Deixe seu comentario aqui



  3 comentários:

Por: Josué silva

Fábio tá fazendo um ótimo governo,na minha opinião merece ser reeleito



Por: Wellington Aguiar

Caro RM, a cada postagem sua sobre a política de Caxias, fico sendo mais seu fã. O Prefeito Fábio Gentil deveria contrata-lo como assessor, pelo menos vc diria pra ele a realidade, coisa q esses puxa saco não dizem. Se o CABELUDO pagar esse pessoal das maquinas, ônibus, carros alugados e prestadores de serviços, quem vai falar mal desse governo?



Por: José Gomes Matos

Meu caro, RM, vamos ao análise de alguns pontos desse comentários: 1) 2004, então dr. Márcia Marinho, já está a bastante desgastado seu governo e ela não tinha pulso, quem mandava era o seu esposo (PM), povo já estava cansado de suas perseguições. 2) senhor LC, cai de paraqueda sem ter nenhum conhecimento de administração, e ainda pega uma prefeitura rica em tudo, resumo não tinha decisão de nada, quem mandava o tio Berilho, não fez seu governo e ainda aceitou o dr Evandro destruir a maternidade Carmosina Coutinho foi seu fim. 3) senhor Fábio, viu a oportunidade de sair candidato, ninguém acreditava que iria enfrentar o grupo Coutinho, mais surgiu sua carta na manga quando Humberto não deu a presidência da câmara, aí o único pecado de Fábio foi nomear seus familiares, nisso ele pecou e povo está vendo assim essa eleições. E lhe digo mais se tiver um terceiro grupo organizado leve essa prefeitura fácil. Esse meu ponto de vista até o momento no atual cenário.



Busca no blog

Sobre Ricardo Marques

Advogado (OAB/MA 9572)
Jornalista (904/MA - MTE)
Radialista (3586/CE - MTE).

Últimos Posts