Extrema pobreza segue avançando no MA

Por RM

Postado em 23/05/2018 12:32:54



No Nordeste, só o Ceará conseguiu reduzir extrema pobreza

A extrema pobreza ainda é uma dura realidade no Maranhão e um grande desafio – talvez o maior – a ser superado pelo governo Flávio Dino (PCdoB). Em 2014 o estado apresentava alguns dos piores indicadores socioeconômicos do Brasil – na época, menos ruim apenas que Alagoas. Três anos depois de os comunistas chegarem ao Palácio dos Leões, a mazela persiste. Aliás, não somente persiste como cresceu ano passado: 12,2%.

O número de famílias vivendo em extrema pobreza no Brasil também cresceu: 13,9%. No Nordeste aumentou: 17,5%. O único estado nordestino que conseguiu reduzir o problema foi o Ceará (-3,57%) – quinto colocado no ranking nacional, atrás apenas de Rondônia (-13,64%), Amapá (-10,77%), Tocantins (-6,82%) e Santa Catarina (-6,67%) – os cinco foram os únicos estados brasileiros que conseguiram reduzir a extrema pobreza no ano passado.

Na outra ponta, Distrito Federal (56,25%), Mato Grosso do Sul (53,33%), Paraná (43,75%), e Bahia (31,58%) tiveram os piores resultados – foram os quatro estados onde a extrema pobreza mais cresceu.

Os dados acima foram coletados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2017, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Não há espaço, portanto, para serem recebidos com ceticismo. Também não devem servir de trampolim para oportunismo barato ou demagogia eleitoreira – cumpre lembrar que a situação do Maranhão já esteve bem pior.



  Deixe seu comentario aqui



  2 comentários:

Por: Ribamar Rodrigues

Maranhão, oh Maranhão Ainda sonhamos Ser... Como florão Da nação...



Por: Ribamar Rodrigues

Maranhão, oh Maranhão Ainda sonhamos Ser... Como florão Da nação...



Busca no blog

Sobre Ricardo Marques

Advogado (OAB/MA 9572)
Jornalista (904/MA - MTE)
Radialista (3586/CE - MTE).

Últimos Posts