Ciro e Alckmin foram os melhores em debate de nível sofrível na Band

Por RM

Postado em 10/08/2018 09:14:30



 

Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alkmin (PSDB) – apresentaram os melhores desempenhos no debate entre os candidatos à Presidência da República promovido pelo Grupo Bandeirantes na noite desta quinta-feira (09) - o primeiro da atual corrida eleitoral.  Os dois foram, de longe, os que melhor se saíram, com ligeira vantagem a favor do pedetista, até pela sua notória eloquência, qualidade que o tucano definitivamente não tem.

Verdade que não foi aqueeeeele DEBATE que o Brasil tanto precisa. Mas, convenhamos, com o nível dos candidatos que aí estão não havia porquê imaginar que seria diferente.

Líder nas pesquisas, Jair Bolsonaro (PSL) se desmilinguiu já no primeiro bloco - mostrou-se um completo parvo. Álvaro Dias (Pode) esteve monotemático. Henrique Meirelles (MDB) foi enfadonho o tempo todo. Marina Silva (Rede) a insossa de sempre.

O próprio debate em si foi insosso. 

A grata surpresa foi o candidato Guilherme Boulos (PSOL), que pareceu não ser tão raivoso quanto costumam aparentar os socialistas de extrema-esquerda - aliás, se tivesse um mínimo de estrutura partidária seria um candidato competitivo. 

E teve o Cabo Daciolo (Patriota), que, de tão exótico tem tudo para polarizar com o “mito” na disputa do mais imbecil - pela fala sem nexo, verdadeiro besteirol.

Cacoetes

Embora tenha se saído melhor - na avaliação deste redator -, Ciro precisa corrigir alguns cacoetes que lhe prejudicam o desempenho, como o de sorrir ao falar sobre assunto sério - denota arrogância. 

Tirou onda

Não que o pedetista não possa ser sarcástico vez em quando. Até deve. Como o foi, aliás, no 4º bloco, quando tirou onda da obtusidade do “mito” - nem o Boechat se conteve.

Tirou onda II

Em outra tirada de onda, após ser questionado com uma pergunta sem nexo, o pedetista justificou a presença de Daciolo como “um preço que a democracia está obrigada a pagar”. Mais direto impossível, e ainda assim o cabo não entendeu.

E o PT?

Dançou e foi o que efetivamente mais perdeu devido a ausência de ontem. A Band agiu certo ao não permitir a participação de Fernando Hadadd, anunciado vice na chapa do PT. O debate foi previamente anunciado entre candidatos a presidente e não vices.

E o PCdoB?

Idem o PT.

Kamikases?

PT e PCdoB precisam sair do transe e compreender que não são o centro do mundo. Ou estariam os dois dispostos mesmo a fazer o papel de kamikazes?

Contextualização

Para uma melhor compreensão contextual do amigo leitor do que está dito acima, este redator esclarece que segue pré-disposto a votar no candidato Álvaro Dias (Pode), pelo conjunto da obra resultado da atuação do político paranaense, como governador e senador. Porém, o candidato precisa demonstrar que tem uma visão mais alargada acerca dos problemas do País, que não se resumem à corrupção e muito menos serão resolvidos pelo juiz Sérgio Moro, como parece crer o presidenciável.



  Deixe seu comentario aqui



  0 comentário:

Nenhum comentário ainda foi registrado. Seja o primeiro a comentar!

Busca no blog

Sobre Ricardo Marques

Advogado (OAB/MA 9572)
Jornalista (904/MA - MTE)
Radialista (3586/CE - MTE).

Últimos Posts