Centrão abandona Alckmin e começa migrar para Bolsonaro

Por RM

Postado em 03/10/2018 10:45:10



 

Bolsonaro e membros da bancada ruralista, acordo é oportunismo mútuo

Depois de ser cortejado por Ciro Gomes (PDT) na pré-campanha e ter fechado com o candidato Geraldo Alckmin (PSDB), o chamado “centrão”, cobiçado pelo tempo de propaganda no rádio e na televisão, ensaia migrar para o candidato da extrema direita Jair Bolsonaro (PSL). Nesta terça-feira (02), o socialista liberal recebeu em sua residência, no Rio de Janeiro, onde se recupera de um cirurgia após atentado à faca, representantes da chamada bancada ruralista, que declararam apoio ao candidato e ao seu eventual governo. 

Em troca do apoio, os representantes informaram que a bancada vai querer reciprocidade, em caso de um eventual governo bolsonarista, na aprovação de medidas voltadas aos interesses dos ruralistas, como incentivo à expansão do agronegócio, por meio de financiamentos a juros abaixo daqueles praticados pelo mercado, anistia de dívidas e isenções fiscais, bem como flexibilização das leis ambientais, por exemplo. Bolsonaro, que de besta só tem a cara, topou na hora.

O centrão é o espectro mais fisiológico e corrompido do Congresso Nacional, vota sempre com o governo de ocasião, independente de qual governo, em troca de benesses e facilidades que, não raro, descambam para atos de corrupção – como mostra a história recente do país.

Além do centrão, o mercado também deu sinais de ter aderido a Bolsonaro. As reações do dólar e da bolsa motivadas pela derradeira pesquisa do Datafolha indicam que a rapaziada da grana começa a digerir o socialista liberal, muito embora esta “digestão” se dê mais pela necessidade de contraponto ao candidato do PT, Fernando Haddad, que deve ir para o segundo turno.

Incorrigível 

Aliás, falando em PT, a companheirada continua aloprando descaradamente. Nem os sucessivos escândalos fizeram os petistas caírem na real. O jato usado pelo Haddad para visitar Lula em Curitiba, na última segunda-feira (01), é o mesmo que a Odebrecht costumava “emprestar” para Lula da Silva cruzar o país antes da Lava-Jato, segundo revela o Estadão em sua edição de hoje.



  Deixe seu comentario aqui



  0 comentário:

Nenhum comentário ainda foi registrado. Seja o primeiro a comentar!

Busca no blog

Sobre Ricardo Marques

Advogado (OAB/MA 9572)
Jornalista (904/MA - MTE)
Radialista (3586/CE - MTE).

Últimos Posts