Amostragem revela “Cabeludo” bem avaliado, porém com problemas na credibilidade

Por admin

Postado em 08/05/2018 08:42:03



FG_02

O pessoal da prefeitura de Caxias (MA) faz festa com os números da pesquisa de avaliação do governo Fábio Gentil (foto), repercutidos na blogosfera, que revela a estratosférica soma de 72,25% de aprovação popular. O levantamento é chancelado por instituto sério, o Amostragem, do Piauí, que ouviu 400 pessoas, entre os dias 21 e 23 de abril. 

De fato são números dignos de espocar o champanhe. Mais ainda se levado em conta o fator crise econômica nacional que tem abalado as administrações estaduais e municipais, o que dá à gestão do “Cabeludo” mais respaldo para comemorar. O governador Flávio Dino tem sido generoso com Caxias, é verdade, mas Fábio Gentil tem, sim, seus méritos próprios que justificariam a expressiva aprovação. O maior deles é a sensibilidade de mover-se no sentido de agradar o povão – muita gente critica-o, aliás, por isso, taxando o mandatário municipal de “populista”, “oportunista”, “demagogo” e outros adjetivos do gênero. Talvez essa maneira justifique o ponto onde o prefeito é melhor avaliado na pesquisa: humilde/simples (39%). Mas e daí, o que importa é que a fórmula gentiliana está dando certo – pelo menos naquilo que se propôs aferir a pesquisa.

Agora, alguns números do levantamento exigem uma leitura mais apurada. O prefeito tem sérios problemas de imagem. Quando o assunto é credibilidade/confiança, por exemplo, somente 4,5% dos entrevistados disseram confiar no mandatário. Um índice bisonho que, certamente, deve estar tirando o sono dos estrategistas que cuidam da imagem de Fábio Gentil, um político ainda jovem, apesar dos mais de vinte anos de estrada – se computados os cinco mandatos de vereador que ele exerceu antes de virar prefeito –, e que não desperta confiança entre os seus munícipes, precisa reavaliar urgentemente algumas posturas.

E há outro ponto preponderante no cenário político local que precisa ser levado em conta para um melhor entendimento do que diz a pesquisa: a falta de uma oposição orgânica, capaz de contrapor-se, efetivamente, ao governo municipal. Mas, sobre isso a gente fala outro dia.



  Deixe seu comentario aqui



  1 comentário:

Por: Ribamar Rodrigues

Uma página que deixa o internauta atualizado.



Busca no blog

Sobre Ricardo Marques

Advogado (OAB/MA 9572)
Jornalista (904/MA - MTE)
Radialista (3586/CE - MTE).

Últimos Posts