A culpa é sempre do outro

Por RM

Postado em 18/06/2018 10:43:25



 

As reações ao empate da Seleção com a Suíça na estreia da Copa do Mundo apenas corroboram o conceito que este redator tem do povo brasileiro: somos incapazes de admitir os nossos erros; preferimos apontar o dedo e culpar o outro, mesmo quando a responsabilidade de um resultado advém dos nossos atos e escolhas. O brasileiro que adora esculhambar os políticos nas redes sociais – generalizando e colocando-os todos num mesmo nível – é o mesmo que saqueia cargas de caminhões acidentados nas estradas; que vandaliza o patrimônio público; que chama de otário o cara que foi prefeito e saiu da prefeitura pobre; que acha que deve levar vantagem em tudo porque se acha mais esperto do que todo mundo; que avança semáforo de trânsito e dirige com habilitação e IPVA vencidos – e ainda esculacha a polícia por apreender veículos irregulares... e por aí vai. Somos, enfim, incapazes de admitir os nossos erros. A culpa é sempre do outro.

Foi o que mais se viu nesta segunda-feira (18) pós empate da Seleção. Nada se falou sobre a péssima atuação do escrete canarinho – irreconhecível, se comparado às exibições da era Tite. Desde os primeiros minutos de jogo, estava claro que o Brasil sofreria para vencer os suíços. No primeiro tempo, embora tenha feito 1x0 – aliás, um golaço de Felipe Coutinho – era nítida a dificuldade de nossa equipe ultrapassar a linha divisória do gramado. O Brasil até retornou melhor um pouco, no segundo tempo. Porém, não o suficiente para se impor em campo. Tomou um gol bobo, de cabeça, dentro da pequena área, expondo a clássica deficiência do goleiro tupiniquim, que historicamente não sabe sair do gol. Invés de reconhecer que nosso time não foi bem, preferimos encontrar um bode expiatório para a nossa derrota: foi o juiz, que não marcou a falta no zagueiro brasileiro, empurrado na hora do gol adversário. Francamente, deve ser miopia coletiva! 

Tal qual faz no esporte, também é assim quando o assunto é cidadania. O brasileiro costuma ser desleixado no exercício de seus direitos de cidadão – e no cumprimento dos deveres mais ainda. Temos hoje o pior Congresso Nacional de todos os tempos. Mas será que alguém de bom senso se arriscaria apostar que haverá mudanças substanciais, efetivas e de qualidade na Câmara dos Deputados e no Senado Federal?



  Deixe seu comentario aqui



  2 comentários:

Por: Antônio Maciel

O Neymar deveria nao ficar com tanta posse de bola. Ele tb nao deveria cavar tantas faltas desnecessárias e em locais sem valor(começo do jogo ele tentou la no meio campo) o P Voutinho vai aparecer mais que ele, faz a mesma jogada que o Messi, so que do lado esquerdo. Ninguém fala que o zagueiro estava mal posicionado.



Por: Carlos Eduardo Corrêa Rodrigues

" a César o que é de César, a Deus o que é de Deus " Concordo que a seleção jogou mal. Mas, QUE FOI FALTA NO MIRANDA... FOI!



Busca no blog

Sobre Ricardo Marques

Advogado (OAB/MA 9572)
Jornalista (904/MA - MTE)
Radialista (3586/CE - MTE).

Últimos Posts