Alckmin e o Maranhão

Por admin

Postado em 30/11/2017 11:51:21



  0 Comentários

Um erro jornalístico e o oportunismo de quem não respeita nem a própria família

Por admin

Postado em 28/11/2017 21:40:47



 

Uma informação errada publicada pelo jornal “O Imparcial”, na edição desta terça-feira (28), gerou uma série de transtornos e mal-entendidos em Caxias. O primeiro jornal diário do Maranhão - integrante dos ‘Diários Associados’ - errou feio e induziu outros ao erro. Erro feio, qualquer leitor mais atento percebe logo de cara. O problema são os oportunistas de plantão. 

“O Imparcial” informou que a Facema ficou entre as piores faculdades do Maranhão na avaliação do INEP. Da prisão domiciliar, onde se encontra há mais de um mês, depois de passar pelas Pedrinhas, Paulo Marinho tratou logo de espalhar o erro do jornal nas redes sociais - mas como se a “notícia” fosse verdade.

O fato chamou atenção.  Como assim, a Facema entre as piores? Era óbvio que a notícia não passava de uma barrigada - como se diz no jargão jornalístico. A Facema tem uma estrutura física impecável - bibliotecas e laboratórios de última geração, num campus com mais de 20 mil metros quadrados de área construída. Tem ainda um ginásio poliesportivo e uma clínica de saúde, com o mais moderno Centro de Simulação Realística do estado. O corpo docente da Facema é qualificadíssimo - entre mestres e doutores são 62 profissionais. Sob o aspecto legal, a Facema também é irretocável - a faculdade é uma das maiores contribuintes do ISS no município de Caxias.

Depois que percebeu o erro, O Imparcial corrigiu a notícia e publicou a verdade: Que o Índice Geral de Cursos (IGC) divulgado pelo INEP/MEC classificou a Facema como a melhor faculdade privada de todo o interior do estado do Maranhão, com conceito 3 - considerado pelo MEC um referencial de qualidade. No Maranhão todo, incluindo a capital, a Facema teve a 5ª melhor colocação. Já a FAI - a faculdade do Paulo Marinho - ficou lá atrás, na radaba, em 17ª lugar. A distância entre uma e outra é amazônica.

O erro do jornal foi infantil, mas acontece. Já o oportunismo marinhiano, bem, esse dispensa comentários. Todo mundo já conhece de có e salteado. Quem não respeita nem a própria família vai respeitar alguma coisa nessa vida?

  0 Comentários

Humberto Coutinho é feito de material de primeira, que não quebra com facilidade

Por admin

Postado em 28/11/2017 09:59:16



  0 Comentários

Paulo Marinho completa um mês no xilindró

Por admin

Postado em 21/11/2017 09:57:55



 

O ex-prefeito de Caxias, Paulo Marinho, completa hoje um mês de prisão... Para ser exato, são 31 dias de xilindró. Foi preso pela Polícia Civil por volta do meio-dia de uma sexta-feira, 24 de outubro. Passou a primeira noite na Unidade Prisional de Ressocialização - antiga CCPJ de Caxias. Dia seguinte, foi levado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas. A transferência do presidio de Caxias para as Pedrinhas ficou marcada pelo vexame de alguns jovens advogados que protestaram na porta da cadeia pelas “prerrogativas do preso”. 

Na Penitenciária de Pedrinhas, o político que teve o mandato de deputado federal cassado por corrupção foi devidamente qualificado – a foto dele vestido num uniforme de presidiário foi parar em inúmeros blogs e sites do Maranhão e até de outros estados também. E viralizou nas redes sociais. Após uma semana trancafiado numa das celas da Penitenciária de Pedrinhas, a justiça o transferiu para prisão domiciliar onde ele permanece, monitorado por uma tornozeleira eletrônica.

Vez por outra Paulo Marinho é visitado na prisão domiciliar onde se encontra. Diversas fotos de políticos ligados ao atraso já foram divulgadas nessas ocasiões - apesar de texto algum sequer citar que o cara cumpre prisão domiciliar. Mas, isto é o de menos. Um preso pode sim receber visita. A lei permite. O que é extravagante é o cara passar o dia no Facebook fazendo proselitismo político e esculhambando meio mundo de gente, inclusive o governador do Estado. São essas e outras situações no mínimo esdrúxulas que alimentam a impunidade no país.

  0 Comentários

Flávio Dino se pronuncia sobre operação da PF

Por admin

Postado em 17/11/2017 21:33:12



 

O governador Flávio Dino se pronunciou sobre a operação que prendeu mais de uma dezena de pessoas acusadas de surrupiar dinheiro da saúde. A ação dos federais na manhã dessa quinta-feira repercutiu dentro e fora do Maranhão. Em momento algum, a Polícia Federal sequer supôs qualquer envolvimento do governador - ou de pessoas próximas dele. Daí porque, não cabe fazer ilações para tentar incluí-lo na maracutaia.

Pelo Twitter, Flávio Dino lembrou que desde 2015 corrige problemas graves herdados na saúde; Que implantou processos seletivos para contratação de pessoal - algo jamais feito antes; Que criou um quadro efetivo para concurso público na Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares; E que está aprimorando o quadro de auditores na pasta, com seletivo específico.

Flávio disse ainda que jamais compactuou com qualquer má aplicação de recursos públicos e que sempre tomou todas as providências administrativas quando erros foram detectados. Explicou que o modelo herdado deu origem às operações da polícia. E que esquemas como esse não se desmontam em semanas ou meses, sobretudo em um serviço que não pode parar, como a saúde.

O governador também disse que já requereu formalmente à Polícia Federal os 400 nomes da lista de funcionários fantasmas mencionada pela operação, para tomar providências administrativas. Ele quer saber se a lista procede, quem foi o responsável, em qual época, e por qual motivo, se deram as supostas nomeações. E que, por orientação dele, governador, todas as equipes do Governo estão sempre à disposição para colaborar com investigações sérias e isentas.

Flávio Dino criticou a oligarquia Sarney/Murad, de quem disse faltar-lhes condições mínimas para falar em moralidade. O governador afirmou que adversários estão desesperados para tentar nivelá-lo a eles, para dizer que "nada mudou". Mas que o fato objetivo é que ele, Flávio Dino, não tem nenhum problema pessoal na polícia ou na justiça. E que assim continuará.

  0 Comentários

Crime organizado no Brasil cresce a cada dia e aterroriza população

Por admin

Postado em 17/11/2017 09:50:43



  0 Comentários

A República no Brasil precisa despertar nos cidadãos seu sentido etimológico

Por admin

Postado em 16/11/2017 10:13:00



  0 Comentários

Um velho filme de enredo manjado que há décadas se repete a cada 4 anos

Por admin

Postado em 15/11/2017 10:59:18



 

 

À medida que a distância temporal das eleições de 2018 vai diminuindo, mais intensas vão ficando as visitas à Caxias de velhas e conhecidas figuras da política estadual. São os mesmos de sempre! E se utilizam das mesmas artimanhas. Elogiam tudo e todos. “Que Caxias é bela”; “Que o povo caxiense é culto e hospitaleiro”; “Que o município é de muito potencial”; e blá, blá, blá; blá, blá, blá; blá, blá, blá...

Chega ser impressionante como essas figuras - algumas já bem carcomidas - ainda conseguem encarar e enganar o povo. Ensaiam uma valsa cansada numa melodia enjoada, já repetida à exaustão. E ainda assim - apesar da estratégia manjada - conseguem levar “no bico” alguns incautos. Razão pela qual se justifica o fato de essa gente reaparecer pelas bandas de cá a cada quatro anos. Impossível saber de onde essas figuras tiram tamanha segurança para se aventurarem nesse jogo de dissimulação, onde o povo é sistematicamente engabelado. Essa gente deve se escorar em algo muito consistente. Tipo, a falta de memória do povo, por exemplo. Apostam que quatro anos é tempo demais para o eleitorado lembrar do que lhe foi prometido.

Peguemos, por exemplo, algumas obras prometidas por décadas. Como a rodovia MA-034 - que liga Caxias à Buriti Bravo. A estrada foi prometida por uma penca de candidatos que viraram governador. Por longos 50 anos, esteve entre as principais reivindicações da região. Teve até presidente da República que desceu de helicóptero – levantando uma poeira dos diachos! - só para reforçar “a promessa de construção da estrada”. Mas, foi só agora, no governo Flávio Dino, que, finalmente, essa e outras obras igualmente importantes saíram do campo das promessas para virar realidade.

  0 Comentários

Sobre auxílios e penduricalhos

Por admin

Postado em 14/11/2017 09:41:55



  2 Comentários

CNBB manifesta apreensão e indignação com realidade político-social vivida pelo país

Por admin

Postado em 10/11/2017 09:50:59



  0 Comentários

Busca no blog

Sobre Ricardo Marques

Advogado (OAB/MA 9572)
Jornalista (904/MA - MTE)
Radialista (3586/CE - MTE).

Charges

Últimos Posts